Liga da Justiça: O início de uma nova era

Os maiores heróis da Terra chegam aos cinemas nesta semana reunidos, pela primeira vez, em busca não somente de tentar salvar o mundo das garras de ameaças de outros planetas, mas, também, dar o brilho que faltava na caminhada do universo cinematográfico da Warner/DC até aqui.

Crítica: ‘A Morte Te Dá Parabéns’ está de parabéns pela produção

Apesar de não trazer uma ideia totalmente original (justamente por ser inspirado no clássico Pânico, de 1996), “A Morte Te Dá Parabéns” faz um resgate aos denominados slasher movies e apresenta uma ótima produção com suspense, mistério e humor na medida certa.

Crítica: IT – A Coisa | Tenha medo de Pennywise

Uma das maiores dificuldades dos filmes de terror nos últimos anos é a dificuldade para o desenvolvimento dos personagens, jogando jump scares a torto e a direito, sem ao menos se dar ao trabalho de criar uma atmosfera. IT realiza estes pontos com maestria. Para começar, o filme não pode ser tratado apenas como terror. Também é aventura, romance, suspense e comédia.

10 filmes de terror e suspense para assistir na Netflix

A Netflix está sempre atualizando seu catálogo de filmes de terror, mas isso tem um lado negativo: alguns (bons) filmes saem do catálogo para dar lugar a outros nem sempre tão bons assim. Alguns títulos como [REC], A Órfã e O Nevoeiro saíram da plataforma há algum tempo, assim como o “volume 1” do filme Uma Noite de Crime. Mesmo com essas “falhas”, ainda há bons filmes de terror e suspense para assistir na Netflix. Pegue a pipoca, o cobertor e prepare-se para levar uns sustos.

SDCC: Confira os trailers divulgados na San Diego Comic-Con 2017

A tradicional feira de cultura pop de San Diego trouxe muitas novidades em 2017. Entre os dias 20 e 23 deste mês, entre trailers, anúncios e despedidas, pudemos conferir muito material bom do que está por vir. Está na hora de começar a economizar cada moeda para aproveitar os lançamentos previstos para este ano e até para os seguintes no cinema! Acompanhe abaixo os filmes e as séries que se destacaram nestes quatro dias da SDCC 2017!

Crítica: Homem-Aranha: De Volta ao Lar mostra que a naturalidade faz diferença

Já se passaram 15 anos desde o lançamento nos cinemas do primeiro filme da trilogia do Homem-Aranha de Sam Raimi. Desde então, vimos um novo reboot com Marc Webb e toda a negociação envolvendo os direitos do personagem com a Sony e a Marvel. Homem-Aranha: De Voltar ao Lar é um novo início, porém deixando as origens de lado, que os espectadores já sabem de cor. Sem precisar ficar preso a essas amarras, o roteiro pode se desenvolver de maneira mais ágil.

O mundo está pronto para outro filme de vampiros?

Boato de que a Universal Studios pretendia reiniciar o universo compartilhado de monstros, bastante famoso entre as décadas de 1920 e 1950, com Dracula Untold (Drácula: A História Nunca Contada, no Brasil), lançado em 2014. Infelizmente, o longametragem foi considerado um fracasso comercial — a produção custou US$ 70 milhões e gerou uma receita de US$ 215 milhões, aproximadamente. Com apenas 23% de aprovação no Rotten Tomatoes, as críticas apontam um dos problemas: a péssima reinvenção da mitologia do rei dos vampiros.

Crítica: Mulher-Maravilha restaura a fé no universo cinematográfico da DC

Foi um longo caminho percorrido para que, enfim, tivéssemos a oportunidade de ter um filme como Mulher-Maravilha. O universo cinematográfico da DC pode ter muitas lacunas, mas é necessário exaltar que a decisão por finalmente ter coragem em fazer um filme com uma super-heroína como protagonista e, ainda mais, com uma mulher na direção do mesmo, foi a mais acertada possível.

Crítica: “Corra!” acerta em cheio ao mostrar o terror que é o racismo

“Corra!” (Get Out), primeiro longa escrito e dirigido pelo ator e comediante Jordan Peele, estreou no Brasil no último dia 18 e desde então tem recebido críticas positivas tanto por parte do público quanto da imprensa. Estrelado por Daniel Kaluuya (da primeira temporada de “Black Mirror”) e Allison Williams (da série “Girls”), o filme aborda o racismo em forma de crítica social e consegue prender o espectador na cadeira do início ao fim.