Feeling Pro Rock 2 rolou no último sábado em São Paulo; saiba como foi

A segunda edição do Feeling Pro Rock aconteceu no último final de semana no Espaço Victory, trazendo ao palco destaques do rock nacional como CPM22, Tihuana, Strike, Scalene, Gloria, Esteban, Vivendo do Ócio e Selvagens à Procura de Lei.

Feeling Pro Rock 2

“O Feeling Pro Rock, organizado pela Feeling Produções, nasceu com a finalidade de unir e dar oportunidades às bandas novas se apresentarem ao lado de consagrados nomes do rock brasileiro e impulsionar o gênero que sumiu da lista, pela primeira vez, das músicas mais tocadas do Brasil.” (Créditos: Divulgação)

Quatro meses após sua primeira edição, o Feeling Pro Rock 2 agitou o Espaço Victory, na Penha, no último dia 20 de Agosto. Ao todo, 26 bandas de rock de apresentaram, completando mais de 11 horas de shows.

O público começou a encher o espaço por volta das 16h40, quando a primeira banda principal, Selvagens à Procura de Lei, subiu ao palco. Antes desse horário, as bandas de abertura começaram a tocar a partir das 9h da manhã. Por volta das 19h40, quando a Banda Scalene iniciou sua apresentação, o Victory estava lotado.

O público foi bem receptivo com todas as atrações, intercalando entre os palcos A e B pelos quais as bandas revezavam seus shows. Essa foi, inclusive, uma das principais vantagens do Feeling Pro Rock 2. Graças aos dois palcos, o intervalo entre um show e outro era mínimo, o que mantinha a plateia animada o tempo todo. O lado ruim foi a qualidade do som que ora falhava, ora estava alto demais.

A banda de rock/indie rock Vivendo do Ócio, formada em Salvador – BA, foi a segunda atração principal a tocar, entoado faixas como “Nostalgia” e “Rock Pub Baby”, e dando sequência para o Esteban subir ao palco. O artista tocou nove músicas ao todo, mesclando canções dos seus dois álbuns, Saca La Muerte de Tu Vida e ¡Adiós, Esteban!. O destaque ficou para a música “Segunda-feira”, cantada em coro pelos presentes.

Esteban - Feeling Pro Rock 2
Esteban ao vivo no Feeling Pro Rock 2.

O Gloria foi a quarta banda a tocar, agitando o Feeling Pro Rock 2 com muita guitarra, bate cabeça e vocal gritado. Em seguida, a Scalene fez o público cantar junto ao som de músicas como Surreal, Dance Macabre, Sublimação e Legado.

No vídeo: Trecho de “Sublimação”.

A banda Strike fez um som com gosto de nostalgia, tocando grandes sucessos de seus dois primeiros álbuns, além de covers de Charlie Brown Jr., Blink 182 e Green Day. Apesar de problemas técnicos com o som, o show foi animado até a última música, A Tendência.

As bandas seguintes foram Tihuana e CPM22, fechando a noite.

Sem atrasos, o Tihuana subiu ao palco com a música “É Guaraná”, fazendo com que os fãs cantassem e pulassem junto com eles. Aos poucos, se via uma galera se aproximando para curtir o som. A playlist foi composta com as músicas da turnê Ilegal e era visível o entrosamento e a animação da galera. Hits como “Tropa de Elite” e “Renata” embalaram a noite. A essa altura já se via uma grande multidão cantando junto à banda.

A participação da banda Dona Cislene levou o público à loucura ao som de “Oco” (cover do Raimundos). Lá se via a verdadeira festa acontecer, a sintonia contagiava a todos, não deixando ninguém parado. Com a bandeira do Brasil estendida, o Tihuana finalizou o show com o sentimento de dever cumprido, deixando um gostinho de “quero mais” e os sorrisos de satisfação de um público que presenciou um grande show.

Por fim, o CPM 22 fechou a segunda edição do Feeling Pro Rock com chave de ouro. Entraram sobre forte coro e euforia do público que aclamava pela banda. Com a casa lotada, às 22h40, mandaram uma música atrás da outra, fazendo o público vibrar a cada riff de guitarra.

CPM22 - Feeling Pro Rock 2
CPM22 ao vivo no Feeling Pro Rock 2. Foto por Bruna Vidal.

O público, por sua vez, mostrou grande respeito e carinho à banda, com as letras dos 22 anos de carreira decoradas na ponta da língua. A todo instante, era visto um entrosamento da banda com o público. A casa respirava pura alegria, não somente pelo rosto dos fãs, mas também pela conexão dos integrantes do CPM22 com todos os envolvidos do evento.

Contribuição para a resenha: Bruna Vidal, promoter da Feeling Produções.

Compartilhe nas suas redes sociais!

Comentar Via Facebook

Comentários

Eduardo Silva
About Eduardo Silva 89 Articles
Jornalista. Gosto de raposas, Nutella e boas playlists no Spotify!

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*