Onde andar de skate em São Paulo?

A marquise do Parque Ibirapuera, a Praça Roosevelt e o Parque da Juventude são alguns dos locais mais populares tanto para amadores quanto para profissionais

São Paulo tem uma grande quantidade de locais para andar de skate. A urbanização da cidade, completamente cercada por asfalto e cimento, oferece diferentes opções para a prática do esporte, seja em espaços privados ou em locais públicos.

A Avenida Paulista, por exemplo, é uma boa opção para andar de skate à noite, quando não há movimento intenso de pedestres. A marquise do Parque Ibirapuera é liberada para o skate, dentro das áreas marcadas, de segunda a sábado e aos domingos e feriados até às 12h e após as 18h. É comum ver os skatistas dividindo o espaço com quem anda de patins ou de bicicleta. A prática do longboard, por sua vez, deve ser feita em locais reservados como a ladeira do Bosque das Araucárias e a Alameda do Lago.

“Eu frequentava uma pista de Itaquera, onde foi realizado o DC King (evento internacional), mas ela foi demolida, então para compensar a demolição, podemos dizer que reformaram a Praça Roosevelt. Mas, para mim, o melhor lugar de São Paulo é o Mogi Skate Park, em Mogi das Cruzes. É um espaço bem amplo com três tipos de pista para vertical, street e quarters”, comenta Rafael Gama, 18, skatista.

A Praça Roosevelt tornou-se um point para os skatistas de São Paulo, principalmente após a reforma da pista pela Prefeitura de São Paulo em 2014. O espaço tem solo liso, bancos, bordas, escadas e corrimãos disponibilizados para a prática do skate. Além disso, possui policiamento e fácil acesso ao Metrô.

Outro local bastante popular é o Parque da Juventude. Suas pistas foram construídas para a prática das modalidades street e vertical e, principalmente aos finais de semana, são visitadas por jovens e adultos, profissionais ou amadores. Já para a prática do downhill, o local ideal é o Parque da Independência que atrai skatistas devido às suas longas ladeiras. A ladeira principal é liberada das 5h às 12h e após as 17h.

“O Parque da Juventude é um espaço agradável porque, além de andar de skate, você também pode trazer sua família para cá. Eu gosto pistas onde eu me sinto mais à vontade, diferente dos skatistas mais jovens, que estão sempre querendo conhecer pistas novas”, afirma Rodrigo Costa, 40, que pratica o esporte desde os 15 anos.

Nota do redator: Matéria de junho 2015, escrita para o Jornal Expressão da Universidade São Judas Tadeu. Você pode ler a versão online do jornal CLICANDO AQUI.

Onde andar de skate em São Paulo

Compartilhe nas suas redes sociais!

Comentar Via Facebook

Comentários

Related posts

Leave a Comment