Crítica: The End of the F***ing World, a nova comédia docemente sombria da Netflix

“É como se estivéssemos no fim do mundo. E seguros. Só que não estávamos.” Sabe aquela série curta, rápida de assistir, mas que prende a sua atenção e te faz ficar curioso para saber o desfecho de cada personagem? Pois bem, The End of the F***ing World, recém-chegada à Netflix, é um divertido e ácido exemplo disso.